16 de outubro de 2015

Resenha: Livro A lista negra

Ano: 2012 
Páginas: 272
Idioma: português 
Editora: Gutenberg


E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.




Meu Deus pensei. A Lista. Ele está pegando as pessoas que estavam na Lista Negra. Comecei a andar de novo, só que, daquela vez, era como se estivesse correndo na areia. Meus pés pareciam pesados e cansados, era como se alguém tivesse amarrado algo ao redor do meu peito que me impedia de respirar, e ao mesmo tempo, me puxava para trás. 



Valerie nunca imaginou que seu namorado pudesse levar a historia da lista tão a serio , ela nunca poderia imaginar que o dia 02 de maio de 2008 um  dia aparentemente comum mudaria sua vida radicalmente ,  até que  Nick abriu  fogo contra os alunos do colégio  de forma brutal e assassina,  atirando em cada pessoa ao qual continha o nome naquela  lista negra, pessoas estas que passavam o tempo todo os atormentando ,praticando bullying. contra eles ,agora estavam caídas no chão , alguns mortos outros seriamente feridos,um caos total  e Valerie estava horrorizada , a lista era apenas uma brincadeira jamais imaginaria que Nick pudesse fazer tal coisa, ela precisava para-lo, impedir que ele machucasse mais alguém, e num ato sem pensar ela se coloca diante de Nick impedindo-o que atirasse em Jessica uma das garotas ao qual vivia instigando os demais a atormenta-los , naquele momento Valerie é atingida , e Nick dando se conta do que fez acaba tirando sua própria vida. 


(...) E foi assim que começou a famosa Lisa Negra: como uma piada. Uma forma de descarregar a frustração. No entanto, ela acabou

se transformando em algo que eu nem imaginava.



Todos os dias, na aula de Álgebra, nós pegávamos o diário e

escrevíamos os nomes de todas as pessoas da escola que odiávamos em segredo. Sentávamos na última fila, um do lado do outro, implicando com Christy Bruter e a professora Harfelz. Pessoas que nos irritavam, pessoas que pegavam no nosso pé. Especialmente aqueles que nos intimidavam, a nós e a outras pessoas” 


Meses se passaram e Valeria  se  diante do dia de regressar para a escola, depois de uma serie de investigações foi finalmente inocentada, comprovando que não teve envolvimento algum com o ocorrido, mais os alunos que estavam presentes no dia da tragedia,  tem um pensamento bem diferente, eles a culpam . Todos se afastaram até mesmo os amigos mais próximos e a unica pessoa que ainda tentava um aproximamento era Jessica , a garota que antigamente fora o motivo de tanto sofrimento . Muitas coisas mudaram apos aquele dia inclusive no ambiente familiar, o pai a culpava pelo que aconteceu e de certa forma sentia raiva dela , a mãe sentia receio de que a filha pudesse tentar machucar mais alguém ou acabar com a própria vida, e até mesmo o irmão mais novo culpava-a por tudo. 

"Eu parecia completamente culpada, até mesmo para mim, mas sabia também 
que não tinha feito nada." 


Valeria se vê sozinha, sentindo-se culpada mesmo sabendo que não tinha culpa alguma ,como não percebeu que para Nick a lista não era uma brincadeira, como não notara a seriedade por detrás de suas palavras, no meio de tantas duvidas e raiva ainda  tentava lidar com a morte de Nick, ninguém aparentava sentir sua falta , ele era o assassino que tirou vidas inocentes e que fez o favor de se matar , ninguém conheceu Nick como ela o conheceu. 
Como seguir em frente depois disto? Como voltar a ser a mesma depois que seu namorado havia matado várias pessoas e depois se matado?. Seria ela a heroína ou a culpada ?  



“ Era bom fazer parte de um ‘nós’, com os mesmos pensamentos, os mesmo sentimentos, os mesmos problemas. Mas, agora, a outra metade desse ‘nós’ tinha ido embora e, deitada no meu quarto escuro, percebi que não sabia como me tornar eu mesmo de novo.”

O livro é narrado entre o passado e o presente, então nós vamos conhecendo Nick através das lembranças de Val, alternando entre momentos antes e depois do massacre, conhecemos seu lado humano e sensível. Percebemos que ele não é aquele monstro que todo mundo pensa. Na verdade este livro nos faz refletir muto sobre diversos aspectos , Val e Nick eram vitimas ,viviam constantemente sendo humilhados , é obvio que isso não justifica a atitude dele mais é tão difícil julga-lo não passando nem metade do que ele passou.

"As pessoas fazem isso o tempo todo - acham que "sabem" o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tiver cuidado, pode arruinar sua vida."



Acho que é impossível alguém ler este livro e não se apaixonar , não se envolver com a historia , não se afeiçoar pela Val uma menina que por horas é tão frágil e em outros momentos com uma força sem igual, no decorrer da historia temos uma nítida certeza de que a lista para ela  funcionava como uma válvula de escape , percebemos o quão importante Nick é em sua vida , capaz de entende-la tão bem de maneira que ninguém havia a compreendido, o quanto compartilhavam dos mesmos sentimentos e o quanto se gostavam.

“ Era bom fazer parte de um ‘nós’, com os mesmos pensamentos, os mesmo sentimentos, os mesmos problemas. Mas, agora, a outra metade desse ‘nós’ tinha ido embora e, deitada no meu quarto escuro, percebi que não sabia como me tornar eu mesmo de novo.”


Se tem alguma palavra que possa definir este livro sem duvida alguma seria "Real " Jennifer Brown conseguiu relatar de forma esplendida  sobre o bullying  e tudo aquilo que o cerca de uma maneira , muito realista . Sem falsa modéstia esta foi uma de minhas melhores leituras deste ano , na verdade este foi um dos melhores livros que li na vida, aborda um tema extremamente forte e questionador , que nos faz refletir sobre o perdão, sobre mágoas, sobre nossas atitudes enfim sobre tudo , é um livro angustiante e bem pesado, que desperta os mais variados sentimentos , ha momentos em que senti pena e compreensão, em outros, raiva e revolta. Mais acima de tudo  te faz pensar e repensar sobre nossas atitudes, o livro esta realmente muito bem escrito e os capítulos iniciais  são como noticias de um jornal com o perfil de cada uma das vitimas. 
. 
"-Sabemos que podemos mudar a realidade. É difícil, e a maioria das pessoas nem tenta fazer isso, mas é possível. Você pode mudar a realidade do ódio ao se abrir para uma amiga. Ao salvar uma inimiga. (...) Contudo, é preciso ter vontade de ouvir e de aprender para mudar a realidade. Principalmente ouvir. Ouvir de verdade." 

Como vocês puderam notar é um livro  com frases muito marcantes , e escolhi apenas algumas que mais me chamaram a atenção , Espero que tenham gostado o recomendo a todos
Beijos até a 
próxima...


28 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    A lista negra é um livro que há muito tempo quero ler. Fico pensando como cada personagem deve ter se sentido ao decorrer da história.
    Concordo que o livro tem frases muito marcantes.
    Fico feliz que tenha gostado da história. Beijos,
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
  2. Tô doida pra ler, ainda mais depois do seu post. Um beijo.
    nosmesmas76.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Wow, não é a primeira resenha super-positiva que leio a respeito dessa obra. Estou muito interessada em adquiri-la... Parece ser o tipo de história marcante, que nos faz sofrer e torcer pelos personagens. Gostei de saber que, segundo você, é impossível não gostar. Espero que seja mesmo verdade.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oie Aline,
    Como preciso desse livro!!!
    Já li outras resenhas dele é fiquei com muita vontade de ler, acredito que vou amar esse livro.
    Histórias reais assim sempre chamam minha atenção e são um aprendizado.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Gosto de livros que é intercalado entre passo e presente e já anotei a dica.
    Gosto tbm de livros que tenha uma história mais "Real", me identifico mais.
    Tbm amei os quotes só me deixou mais ansiosa para ler
    bjs

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha! O livro parece ser bastante pesado, mas fazendo com que o leitor tenha um momento de reflexão sobre o que os personagens envolvidos na trama fazem! Eu gosto de livros que alternam passado e presente, pois assim fica uma leitura mais dinâmica. Irei saber um pouco mais sobre o livro, assim, eu poderei comprá-lo! ;)
    Beijos,
    Lendo no Inverno

    ResponderExcluir
  7. Olá Aline...
    menina pensa em uma pessoa que está doida pra ler esse livro, na verdade eu ja comecei a leitura, mas por motivos mais fortes tive que parar :/
    Espero muitoooooo poder voltar a ler o mais rapido possivel

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  8. Oie.
    Li esse livro e achei sensacional. Achei ele muito pesado. Na verdade autora explorou um tema assim, achei bem justo.
    E os quotes escolhidos, perfeitos.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  9. Olá, o bulling é um assunto bem atual e real. Já vi várias resenhas dess elivro, uma elogiando e outras criticando. Ainda não li e não pretendo por enquanto porque já li vários livros com a temática do bulling, acho que esses livros poderiam ser trabalhados na escolas, os adolescentes tendem a gostar de livros assim e pode ser uma forma de conscientizá-los. bjus!!
    http://lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olha eu li sua resenha e sinceramente tenho que confessar que gostei bastante, porque você explicou bem.
    Mas até hoje eu tenho muito receio de fazer a leitura. Acho que para mim seria muito pesado, mas ao mesmo tempo
    eu gostei do livro por conta da lição que nos passa e também de nos fazer refletir sobre o problema que os personagens passam.
    Achei muito bom. MAS TALVEZ eu pegue em ebook para conhecer. Enfim...

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/10/resenha-para-continuar.html

    ResponderExcluir
  11. Já quero pra ontem esse livro! Pois muitos falam tão bem que fico com muita vontade de ler e sua resenha está demais.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Aline.
    Parabéns pela resenha. Acho que temos que ler muitos livros sobre esse assunto, para abrirmos os olhos, pois isso pode acontecer com qualquer um qualquer momento. Nada justifica o que ele fez, mas vendo o que eles sofreram, fica aquela sensação de justiça realizada. por isso que temos que prestar muita atenção ao que acontece ao redor da gente.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Oiee ^^
    Esse livro foi uma grande surpresa para mim, lembro de ter começado a ler só por causa do título (achei bacana, meio macabro), mas acabei presa na história, que, como você disse, é mesmo muito real. Amei a escrita da autora, e amei ainda mais a forma com que ela foi criando os acontecimentos, nem parecia ficção *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. oi...
    tá aí um estilo de livro que eu não gosto, mas que eu quero muito ler!
    Gostei muito da tua resenha e sempre procuro resenhas dele, a fim de criar coragem e ler...morro de medo de tentar e não gostar, mas pelo que li aqui, vou gostar muito!!!
    abraços!
    Eu Pratico Livroterapia

    ResponderExcluir
  15. Oi Aline!
    Já vi esse livro em vários lugares, mas não imaginava que era assim!
    Fiquei muito curiosa com a trama depois de sua resenha \o/
    Bjks
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi, gosto de livros que abordem esse assunto, desde lançamento quero ler esse livro e só tenho lido resenhas positivas, a sua resenha me deixou com água na boca e não vejo a hora de adquiri-lo. Espero conseguir comprá-lo esse ano ainda nas black friday.Ótima resenha, explicou bem a história.

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Esse é um livro que sempre quis ler, mas sempre acabo deixando para ser o próximo. Só ouço comentários positivos sobre a obra e a maneira que os temas são abordados. Preciso ler em breve.
    Bjim!

    Tammy
    Livreando | Facebook

    ResponderExcluir
  18. Oi,

    Desde que ouvi a Pam, falando muito bem desse livro, eu adicionei ele na minha lista de próximas leituras, e as frases são ótimas :D

    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Estou doida para ler esse livro e descobrir o que motivou tudo isso, e conhecer a protagonista que deve estar se sentindo sozinha e culpada com tudo que ocorreu. O fato de nos apresentar o passado nos deixa bem próximo do que sentiu nosso protagonista. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  20. Sabe que eu já peguei esse livro na mão para comprar inúmeras vezes mas acabei sempre trocando por outro.
    Já ouvi muitos elogios e alguns me deixaram preocupada em não gostar do livro (as vezes quando vejo elogios demais fico com o pé atrás), mas na verdade acho que somente não estou no momento para ler algo tão intenso.
    Livros que me fazem questionar muito (como parece ser o caso pela sua resenha) sempre me deixam em ressaca literária e é difícil sair dela tão rápido quanto eu gostaria...

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  21. Oláá
    Eu sou bem suspeita para falar desse livro pois o amo de paixão, é um dos meus favoritos, adoro o tema que ele aborda e adoro a narrativa, muito bao sua resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá... tudo bem???
    Adorei a sua resenha... porque eu tenho a pretensão de ler esse livro assim que eu puder... e não vejo a hora de ler.... rs... saber um pouco mais do enredo me deixou completamente motivada na leitura dele e espero sinceramente poder fazer isso logo... o tema abordado aqui é pesado e só mostra que muitas vezes não sabemos de nossos limites como seres humanos.... e não sabemos como agir diante de uma pressão ou momento total de humilhação... jamais iria justificar o que esse garoto fez aos outro e a si mesmo, mas acredito que para ele ter chegado neste ponto as coisas foram bem cruéis com ele... xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Aline!
    Menina eu to com esse livro na minha lista de compras desde que eu vi uma resenha maravilhosa assim como a sua no blog da Pah, livros críticos, com temas fortes e polêmicos são sempre minhas primeiras impressões! Beijos
    Paulinha
    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá

    Eu já li esse livro e adorei, me emocionei em vários momentos, senti raiva de alguns personagens em outros, a autora conseguiu abordar o tema de uma forma bem realista, o livro realmente é bem pesado, mas recomendo pra quem gosta de temas polêmicos, adorei sua resenha e os quotes que você escolheu.

    Bjss

    ResponderExcluir
  25. Estou com esse livro em e-book para ler, por que fiquei muito curiosa com a história e também por falarem tão bem do livro.
    Gostei da sua resenha, por que me deixou mais curiosa ainda. Parabéns.

    beijos

    ResponderExcluir
  26. Eu sou louca para ler esse livro a muito tempo.
    Saber que a história é intercalada entre passado e presente me deixa ainda mais curiosa.
    Histórias que tenha como tema bullying também chama minha atenção.
    Amei a premissa e quero ler.

    ResponderExcluir
  27. Oi!
    Gosto muito dessa temática de bullying, acho bem realista, e pela sua resenha, e as quotes que selecionou, de pra perceber que o livro é bem realista mesmo.
    Fiquei morrendo de vontade de lê-lo também

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  28. Ain amiga do céu, eu finalmente li esse livro, ôh sofrencia, sério.
    Eu amei, claro que ele é bem inferior a outro livros do gênero, tipo, Garotas de Vidro ou os 13 Porquês, porque ela não lida diretamente com a morte / suicídio verdadeiramente, mas, os reflexos que o que acontece deixa são inegáveis, tristes e palpáveis sabe?
    Eu amei.
    VOCÊ TÁ LENDO O QUE HÁ DE ESTRANHO EM MIM, SOOOCOOOORRO♥♥♥

    ResponderExcluir